Uma das grandes novidades desta rentrée do CAE é a dinamização do café concerto. Um espaço que vai ter vida extra a partir de agora. Como adianta Brígida Alves, em declarações ao Jornal Beira Vouga, o espaço está a ser remodelado. Por aqui vão passar vários concertos, num estilo menos formal. “O espaço vai acolher eventos com regularidade. É um espaço alternativo, menos formal que quisemos dinamizar”, adianta. O primeiro concerto é, hoje, 28 de Setembro e será protagonizado por “Ela Vaz”. Em Outubro, a 26, é a vez de “tomar café” com os “Lavoisier”. “Seguem-me à Capela” é o nome que se segue, a 16 de Novembro. Logo no dia seguinte, a 17, actuam os “Lince”. A 30 de Novembro, mais música com os Moonshiners. O último concerto do ano neste novo espaço está marcado para 21 de Dezembro , com a atuação de Medeiros Lucas. Este ciclo de música está inserido no Outonalidades – Circuito Português de Música ao Vivo e a entrada é gratuita.

Leia a notícia na integra na edição impressa do Jornal Beira Vouga

 

Um ano depois, a equipa de CRC Rocas Vouga volta a jogar em casa. No passado dia 16 de Setembro foi inaugurado o campo de relvado sintético. Uma ambição antiga desta coletividade. Um dia feliz que contou com a presença de algumas centenas de pessoas. O dia foi de festa, o Rocas apresentou o plantel para a próxima época.

“As saudades que eu já tinha da minha alegre casinha”, dos Xutos e Pontapés era uma boa música para ilustrar este momento. Depois de uma época a jogar em casa emprestada, no Estádio Municipal, enquanto decorriam as obras no Campo Bernardo Barbosa de Quadros, a equipa volta a jogar em Rocas do Vouga. O pelado é agora só uma memória. Agora, estes atletas têm um campo de relvado sintético para jogar à bola, um sonho antigo que é agora realidade.

Leia a notícia na integra na edição impressa do Jornal Beira Vouga

 

A Juventude Académica Pessegueirense prepara a próxima época. O primeiro jogo oficial é já no domingo, para a Taça de Aveiro. A JAP vai a casa do Mamarrosa. Depois arranca o campeonato. O sorteio para a segunda divisão distrital de futebol de Aveiro realiza-se esta semana. O jogo de apresentação decorreu no passado dia 16 de Setembro, na Portela, que contou com casa cheia. A JAP venceu o GD Campia por 3 - 2. No arranque da época estivemos à conversa com o David Rodrigues que assume o comando técnico da equipa pelo segundo ano consecutivo e que faz a antevisão da próxima época. O plantel para a próxima época está fechado. Conta com 23 elementos. Relativamente ao ano passado saíram 8 e entraram 8 jogadores. David Rodrigues espera uma equipa competitiva. “O meu objectivo pessoal para esta época é ter uma equipa competitiva, que lute sempre pelos 3 pontos através de um futebol atractivo que cative os nossos adeptos”, refere.

Leia a notícia na integra na edição impressa do Jornal Beira Vouga

 

 

 

Contagem decrescente para o arranque da próxima época. De regresso a casa, com relvado sintético no Campo Capitão Bernardo Barbosa de Quadros, o Rocas apresenta-se com optimismo para este novo ano desportivo. O primeiro jogo oficial é em casa, frente ao Vila Nova de Monsarros para Taça de Aveiro. Depois começa a luta pelo campeonato. O sorteio ainda não é conhecido. O Rocas vai participar na segunda divisão distrital de Futebol de Aveiro. No passado domingo o Rocas apresentou a equipa, num jogo amigável frente ao Vaguense. A equipa da casa perdeu por 4-3, num jogo muito equilibrado. Este foi o mote para estarmos à conversa com Rui Bastos que assume o comando técnico do Centro de Recreio e Cultural de Rocas do Vouga e que faz a antevisão da próxima época.

Leia a notícia na integra na edição impressa do Jornal Beira Vouga

 

 

Em Sever do Vouga o passado fim-de-semana, dias 15 e 16 de Setembro, o futebol esteve em destaca no concelho. A JAP promoveu a segunda edição do Fut’Vouga que contou com cerca de 400 atletas, o que corresponde a vinte equipas. As bancadas, essas, durante dois dias, estiveram coloridas. O torneio registou uma forte adesão, largas centenas de pessoas estiveram na Portela para ver jogar a pequenada. Números que marcam o crescimento deste torneio, dedicado à formação e que prova que o concelho tem futuro no que ao futebol diz respeito. No final, em declarações ao Jornal Beira Vouga a JAP fazia um balanço positivo do torneio.

Leia a notícia na integra na edição impressa do Jornal Beira Vouga