Depois de levar a pequenada criar os principais marcos arquitetónicos de Albergaria-a-Velha, a severense Carolina Freitas lançou-se num novo projeto. Mais de quatrocentas crianças, dos 5 aos 12 anos, voltaram a vestir a pele de arquitectos, desta vez para construir a casa dos seus sonhos. O resultado final está à vista, foi criada uma instalação, junto ao Município, que despertou a curiosidade de todos: É a Cidade dos Sonhos. A iniciativa, denominada Comunicar Território, decorreu no Campo de Férias, promovido pelo Município de Albergaria-a-Velha, neste Verão. O atelier de Carolina Freitas, sediado na incubadora da cidade, tem-se destacado pelos projectos que desenvolve com a comunidade. A marca arquitectura minúscula está a dar que falar.

Casas coloridas, casas sem portas e janelas, casas mágicas.... Aqui valia tudo. As únicas regras eram só e simplesmente usar a imaginação e a criatividade sem limites. “O desafio era que cada menino construísse a casa dos seus sonhos. Cada um fazia aquilo que queria”, conta Carolina Freitas que se mostra satisfeita com os resultados alcançados. “Através de uma brincadeira conseguiram interiorizar todo o processo de construção de uma casa que passa por perceber, idealizar, planear, testar... percebendo que com o mesmo modelo podemos chegar a resultados diferentes”, explica.

Depois, seguiu-se a segunda fase. Todos os meninos deram as mãos e construíram a sua cidade. Uma cidade dos sonhos. “A instalação patente neste jardim, simboliza esta fase construtiva, numa lógica de aproximação à realidade, onde cada criança constrói a sua casa ideal numa escala individual e, quando combinada colectivamente, transforma-se na Cidade dos Sonhos!", sublinhou a jovem arquitecta.

Leia a notícia na integra na edição impressa do Jornal Beira Vouga