A Câmara Municipal de Albergaria-a-Velha está a construir uma via ciclável na Estrada Nacional 230-2, em Frossos, acompanhando o percurso do Rio Vouga. A obra, orçada em cerca de 150 200 euros, tem um prazo de execução de 90 dias. Para António Loureiro “a criação da via ciclável em Frossos integra a estratégia do Município de ligar as várias freguesias através de ciclovias”.

Leia a notícia na integra na edição impressa do Jornal Beira Vouga

 

Como anunciou António Loureiro, estão em concretização um conjunto significativo de investimentos nas TIC (Tecnologias de Informação e Comunicação) e na qualificação dos profissionais, em articulação com os restantes municípios da Comunidade Intermunicipal da Região de Aveiro. Como anunciou o presidente da Câmara, “estamos a trabalhar num projeto intermunicipal que permitirá o atendimento multicanal, nomeadamente através da disponibilização de serviços online, da desmaterialização e reengenharia de processos, sejam eles internos ou externos ou das plataformas de central de compras e gestão intermunicipais”.

Leia a notícia na integra na edição impressa do Jornal Beira Vouga

Recentemente, foi inaugurado em Albergaria-a-Velha, a Estalagem dos Padres. Localizada no coração da cidade, na zona mais antiga, junto à Biblioteca Municipal vem renovar a oferta hoteleira do concelho. A história desta estalagem começou no século XIX, agora, começa um novo capítulo, em que a tradição e a inovação dão as mãos. Este é um edifício de interesse municipal. A casta original foi preservada, Albergaria-a-Velha perpetua, assim, mais um pedaço da sua história que é também feita de viagens.

A Estalagem dos Padres foi fundada por dois irmãos, Padre Manuel Gonçalves e Padre José Bernardino Gonçalves, em 1.818. Precisamente duzentos anos depois, e depois de diversas utilizações, o edifício original foi reabilitado e abre com as mesmas funções. “O meu pai, José Parente, herdou do pai o espírito empreendedor e amor por Albergaria. Depois de adquirir o imóvel, saber-se a sua historia e existindo, também, falta de alojamento de qualidade em Albergaria, decidimos apostar neste mercado”, conta Catarina Parente em declarações ao Jornal Beira Vouga.

Leia a notícia na integra na edição impressa do Jornal Beira Vouga

Mais serviços chegam a Albergaria-a-Velha. No próximo dia 25 de Junho vão ser inaugurados dois Espaços do Cidadão no concelho, um deles no edifício dos Paços do Município, o outro na Junta de Freguesia da Branca. A inauguração está prevista para as 11h00, numa cerimónia que conta com a presença da Ministra da Presidência e da Modernização Administrativa, Maria Manuel Leitão Marques.

O balcão de atendimento em Albergaria-a-Velha vai estar aberto a partir de segunda e, o da Branca, a partir de terça. O Espaço Cidadão de Albergaria-a-Velha vai estar aberto de segunda a sexta, das 09h00 às 13h00. Já o Espaço Cidadão da Branca funcionará às terças e quintas, das 14h00 às 17h00. A rede de Espaços Cidadão é coordenada, a nível nacional, pela AMA – Agência para a Modernização Administrativa e disponibiliza, aproximadamente, 200 serviços públicos à população.

O Espaço Cidadão é um ponto de atendimento que reúne serviços de diferentes entidades, públicas e privadas, num único balcão. Assim, os munícipes podem tratar, de forma cómoda e prática, num único local, de diferentes assuntos, tais como a emissão da carta de condução, a apresentação de despesas da ADSE, a realização dos serviços E-fatura ou a alteração de dados do Cartão do Cidadão, entre outros.

Leia a notícia na integra na edição impressa do Jornal Beira Vouga

A cerimónia foi ainda marcada pela atribuição de prémios de mérito escolar aos melhores alunos do 9º ano, de todas as turmas do Agrupamento de Escolas de Albergaria-a-Velha, Branca e do Colégio de Albergaria. Estes jovens vão ter a oportunidade de participar, durante uma semana, na Academia de Verão da Universidade de Aveiro. Já o melhor aluno do ano será distinguido com um curso de Inglês, durante duas semanas, na Inglaterra, com o apoio da Royal School of Languages e Futurvida. No próximo ano, os alunos vão também poder contactar com algumas empresas do concelho

“Esta iniciativa pretende ser um complemento dos reconhecimentos já existentes, de modo a permitir aos alunos distinguidos usufruir de uma experiência, e que as vivências usufruídas possam ser partilhadas entre todos os alunos” destacou Carlos Goulart.

Já José Laranjeira deu os parabéns a alunos, pais, professores e escolas e deixou o conselho: “saber sem ser não vale a pena.”

Leia a notícia na integra na edição impressa do Jornal Beira Vouga