Continuamos o nosso trabalho de investigação sobre a raça marinhoa. Desta vez, fomos conhecer uma exploração albergariense e estivemos à conversa com um jovem produtor, o mais recente no concelho. Carlos Vidal tem apenas 25 anos e decidiu apostar na produção desta raça, um projeto com viabilidade, acredita, e em crescimento. Licenciado em agricultura biológica, decidiu apostar num produto autóctone e apostar no sector primário, em Albergaria-a-Velha e não tem dúvidas, o futuro da raça será risonho e outros jovens vão seguir-lhe o exemplo.

Açores, Vale Maior. É aqui que se localiza o projeto de vida de Carlos Vidal. Um jovem que acredita nas potencialidades dos produtos que “nascem” na sua terra. O gosto que tem por animais, em especial bovinos e a licenciatura em agricultura biológica foram determinantes para “apostar numa raça pertencente à nossa região”, conta, recordando como tudo começou. “ O projeto surgiu, como seria de esperar, com a ajuda dos meus pais que me disponibilizaram, não só as instalações para os animais, como me têm ajudado na compra do efetivo”, recorda.

Leia a notícia na integra na edição impressa do Jornal Beira Vouga