Começou uma nova era no comércio tradicional de Albergaria-a-Velha. A Praça foi inaugurada no passado sábado, 14 de Abril. Esta era uma obra há muito desejada no concelho, prova disso foi a multidão que aceitou o repto do município e não faltou ao primeiro dia do novo mercado. António Loureiro confessou que “esta é a obra do seu coração” e mostrou-se confiante no crescimento do projecto, agora dotado de excelentes condições. Trata-se de um investimento de 1,7 milhões de euros que contou com apoios comunitários. Ao Beira Vouga comerciantes e clientes mostraram-se entusiasmados e confiantes que a família da praça vai aumentar muito nos próximos tempos

Ninguém tem dúvidas que hoje a cidade de Albergaria-a-Velha ganha mais um polo de atração regional capaz de rivalizar com as suas congéneres e afirmando-nos com um território moderno e com qualidade de vida, permitindo fixar e atrair cada vez mais pessoas”, sublinhou António Loureiro que destaca um espaço atrativo e moderno. “Albergaria está mais rica”, frisou.

Leia a notícia na integra na edição impressa do Jornal Beira Vouga

Os Bombeiros Voluntários de Albergaria-a-Velha assinalaram 93 anos no passado dia 8 de Abril. Um dos momentos altos da cerimónia foi a bênção de três novas viaturas. A sessão solene ficou marcada pela união do comando e da direção a quem foram dirigidos rasgados elogios, elevando a corporação a uma das melhores do país.

Um dia especial, com motivos extra para comemorar. Novos veículos vêm reforçar o parque automóvel da corporação. Três deles foram benzidos e apresentados à comunidade que mais uma vez aderiu em massa ao aniversário da Associação Humanitária dos Bombeiros de Albergaria-a-Velha. São eles: um Veículo Tanque Tático Florestal; uma ambulância Transporte de Doentes Não Urgentes e um Veículo de Apoio Logístico.

Leia a notícia na integra na edição impressa do Jornal Beira Vouga

 

No ano 2017, a Comissão de Proteção de Crianças e Jovens de Albergaria-a-Velha (CPCJ) movimentou 144 processos de promoção e proteção, dos quais 75 foram arquivados, tendo transitado para o ano 2018, 69 Processos. A CPCJ aplicou 51 medidas de promoção e proteção, privilegiando o apoio junto dos pais. A problemática que mais desencadeou a intervenção da CPCJ foi a violência doméstica, seguida da negligência (afetiva, alimentar e saúde) e das situações de absentismo escolar. As faixas etárias em que a CPCJ mais interveio foram entre os 6 – 8 anos e entre os 15-17 anos. A CPCJ integra a Campanha Nacional e encontra-se a assinalar Abril - Mês da Prevenção dos Maus Tratos na Infância. O símbolo é o Laço Azul, o qual surge associado à história da avó Bonnie Finney (EUA), cujos netos faleceram em consequência dos maus tratos que sofriam. A história pode ser consultada, na íntegra, na página de facebook da CPCJ e do Município.

Leia a notícia na integra na edição impressa do Jornal Beira Vouga

 

Inseridas nas comemorações dos 93 anos, os Bombeiros Voluntários de Albergaria-a-Velha, promoveram no dia 7 de Abril, um dia aberto no quartel, “deslocando” o quartel para a freguesia da Branca. A iniciativa mostrou a proximidade dos bombeiros com a comunidade.

Cães de busca e salvamento, equipamentos de desencarceramento e material de combate a incêndio florestal e muito mais... A comunidade pôde conhecer de perto o trabalhos dos Bombeiros Voluntários. Houve espaço ainda para um simulacro de acidentes de viação, realizado da parte da tarde.

Leia a notícia na integra na edição impressa do Jornal Beira Vouga

O polo da Branca do Centro Municipal de Marcha e Corrida comemora o sétimo aniversário no dia 22 de Abril. O dia não vai passar em branco. A Câmara Municipal vai dinamizar um conjunto de atividades gratuitas para os munícipes, que inclui duas caminhadas, uma aula de Zumba e insufláveis para os mais novos. O ponto de encontro é no espaço exterior da Piscina Municipal da Branca, a partir das 9h45.

As caminhadas arrancam às 10h35. após uma aula enérgica de Zumba. e têm a distância de cinco e nove quilómetros. Os percursos seguem pela ciclovia em direção à zona de Mundo Novo e Eiras. Aqui, a caminhada maior continua em direção a Barroca, Fundo da Vila e Chaque, onde inicia o regresso pelo Souto, passando perto da Espinheira, em direção a Casaldima e de volta ao ponto de partida. A caminhada curta regressa à Piscina Municipal da Branca por Casaldima.

Leia a notícia na integra na edição impressa do Jornal Beira Vouga