Ciente da importância do tecido empresarial para o concelho de Albergaria-a-Velha o Jornal Beira Vouga, apresenta, nesta edição, um espaço dedicado às 100 maiores empresas do concelho. O contributo económico e social que as empresas têm no território é inegável. A criação de postos de trabalho traz mais riqueza e leva o concelho mais longe. A iniciativa privada e o empreendedorismo são traços marcantes do concelho de Albergaria-a-Velha cujo polo empresarial mostra-se de boa saúde. Um retrato importante que quisemos fazer referência através deste especial empresas. Uma forma de informar, promover e homenagear o trabalho de tantas pessoas que juntas levam o concelho mais longe.

O que fazem, como cresceram, quantas pessoas empregam, quantos milhões geram, quais as freguesias com mais dinamismo empresarial? Damos-lhes todas as respostas. Este caderno tem por base, os dados fornecidos pela empresa Informa e são relativos a 2016.

Leia a notícia na integra na edição impressa do Jornal Beira Vouga.

 

No final do mês, o (Des)envolve-te regressa com força e com um cartaz de peso. O Chef de cozinha Chakall, o humorista Pedro Neves, a blogger Sofia Fernandes são só alguns dos nomes já confirmados. A iniciativa realiza-se nos dias 26 e 27 de Outubro, uma organização do CLDS “Albergaria Integra’T”, com o apoio do Município de Albergaria-a-Velha que tem como principal objectivo, o desenvolvimento de ações que estimulem as capacidades empreendedoras dos jovens, numa perspetiva de reforço da iniciativa, inovação, criatividade, que constituam uma primeira abordagem à actividade empresarial.

Pensa, empreende, desenvolve. É este o slogan da segunda edição do (Des)envolve-te. O CLDS explica. “Na conjuntura actual é comum a todos nós ansiarmos pela “nossa oportunidade” e talvez uma das vias possíveis seja perdermos algum tempo a pensar, a analisar diferentes possibilidades. Perder algum tempo para pensar nos nossos sonhos e objetivos. Pensar não basta e é também necessário desenvolver acções e estratégias que permitam a concretização dos mesmos. E todo este processo representa desenvolvimento pessoal e profissional. Este é o principal objetivo do (Des)Envolve-te, o desenvolvimento de ações cada vez mais inovadoras, que permitam o desenvolvimento pessoal e profissional de toda a comunidade albergariense”, explica Joana Pinto, técnica do CLDS “Albergaria Integra’T.

Leia a notícia na integra na edição impressa do jornal Beira Vouga.

Após prolongada doença, faleceu no passado dia 29 de Setembro, no Hospital de Aveiro, um dos mais antigos e prestigiados executantes da Armab – Associação Recreativa e Musical Amigos da Branca (banda filarmónica/sinfónica). Lourenço Salgado Fernandes, era casado, contava 80 anos e vivia no lugar de Albergaria-a-Nova, freguesia de Branca. Nascido no seio de uma família de músicos, tal como os irmãos Manuel (trompa), José (trompete/cornetim) (já falecidos) e Américo (trombone). Este homem ingressou muito novo nesta banda de música, tal como todos os seus irmãos, tendo tocado clarinete e ultimamente saxofone, até há relativamente pouco tempo, quando as forças e a saúde começaram a faltar. Para além disso, era pai do Manuel Lourenço Salgado Fernandes, também ele músico, que tocou tuba na mesma banda e que ainda continua a dar apoio logístico à mesma, tal como a sua esposa.

Leia a notícia na integra na edição impressa do Jornal Beira Vouga.

O acto de instalação dos órgãos da autarquia, Câmara Municipal e Assembleia Municipal de Albergaria-a-Velha, está marcado para o próximo dia 21 de Outubro. A cerimónia, presidida pelo actual Presidente da Assembleia Municipal, Mário Branco, está marcada para as 15h30 no Salão Nobre dos Paços do Município.

 

O Município de Albergaria-a-Velha está a reabilitar mais de 40 infraestruturas rodoviárias nas seis freguesias do Concelho, num investimento de 1. 614 807 euros. Como explica a Câmara Municipal, as intervenções visam melhorar as condições de circulação de automóveis e pessoas nas várias vias, bem como, recuperar os estragos provocados pelas intempéries do ano passado. ”As condições meteorológicas adversas afetaram as condições de segurança estrutural de várias vias em todo o município, colocando em causa a normal circulação nos locais afetados. Os prejuízos registados foram na ordem dos 876 mil euros e o Executivo Municipal apresentou uma candidatura ao Fundo de Emergência Municipal, tendo recebido um apoio de 71 383 euros, o valor mais alto na região de Aveiro”, adiantou fonte da autarquia.

Leia a notícia na integra na edição impressa do Jornal Beira Vouga.