Já é tradição e tradição é para cumprir. O Centro das Artes e do Espetáculo vai assinalar 17 anos e, mais uma vez, o aniversário é sinónimo de festa. Dois dias, dezenas de artistas, sete projetos artísticos e muito sangue severense são os ingredientes para uma festa pensada para todos. Todos os espetáculos têm entrada livre. Anote já na agenda, dias 16 e 17 de Novembro, o CAE está de portas abertas para todos os severenses, literalmente, isto porque, o espetáculo vai sair fora de portas e invadir as ruas. Curioso? Nós explicamos tudo nesta reportagem de antevisão.

Não há mesmo desculpas para faltar ao aniversário do Centro das Artes e do Espectáculo de Sever do Vouga. Há ofertas para todos os gostos e idades. Começamos por falar de dois projetos com cunho severense. Como é já apanágio desta instituição, a comunidade volta a ter um papel ativo.

“Do Sacro ao Profano: Ecos de Um Povo” é um projeto musical que será interpretado por dezenas de severenses, uma viagem às memórias e à herança cultural. “Trata-se de uma encomenda da Câmara Municipal de Sever do Vouga / CAE ao maestro e compositor severense Carlos Marques, que parte do repertório do cancioneiro popular e pretende ser uma ovação ao canto sacro e profano, envolvendo como interpretes algumas dezenas de severenses”, destaca Brígida Alves, sublinhando a ligação do projeto às raízes. “Esta criação musical parte da música (sacra e profana) tradicional do nosso concelho que terá como resultado um espetáculo performativo com uma forte componente vocal”, acrescenta a responsável pelo equipamento e programadora cultural. O projeto vai contar com a participação de várias coletividades. Vão ser mais de 50 participantes. O espetáculo está divido em quatro partes: o amor, a lavoura, a procissão e a romaria, episódios fundamentais da vida quotidiana, vão estar em foco.

Paralelamente, oito mulheres severenses, com a orientação de Maria de Lurdes Costa, estão empenhadas em transformar este outono em primavera. É verdade. Depois de algumas semanas de trabalho estão prontas para pôr Sever em Flor e lançar o desafio ao resto do concelho. A mostra pública do projecto de street art está marcada para dia 16 de Novembro, às 23h00.

Leia a notícia na integra na edição impressa do Jornal Beira Vouga